Aviso ilegal: Esta página é constituida principalmente por parvoices. As notícias são falsas, a menos que dito implicitamente o contrário. As opiniões expressas são do autor e frequentemente, mentira. Quem for apanhado a usar isto como fonte, é parvo.


Os 35k EUR que o Estado deu à Microsoft não é comparado com a taluda que lhes saiu desta vez.
Em mais um não-concurso em que o Governo resolveu previligiar uma empresa americana condenada pela EU a várias centenas de milhões de EUR em multas. E como foi desta vez ? A Microsoft vai “oferecer” 500 mil licenças de Windows Vista e Office para os computadores “de baixo custo” que o Governo vai oferecer. Preço de tabela ? 192.540.000 EUR, cento e noventa e dois milhões e meio todinho para deduções.

Resultado, o Estado (nós) oferecemos cerca de 58 milhões de euros à Microsoft. Conosco assim tão mãos largas a Microsoft vai pagar as multas à UE num instantinho.

Mas a parte mais interessante, PCs “de baixo custo” NÃO são capazes de correr Windows Vista e Office 2007.
Pensem como é que 58 milhões conseguiriam dinamizar a industria de software nacional (e europeia) e dar literacia real aos Portugueses.

| 2007/06/05 |


A presidência portuguesa da UE resolveu aceitar uma oferta generosa da Microsoft no valor de 250 mil EUR. A oferta consite em, licenças! Isto é, o nosso Governo do Choque ofereceu uma dedução fiscal de 250 mil EUR à Microsoft. Meus caros amigos, cada uma destas 200 “licenças” custa menos de 1 EUR à Microsoft.
Querem papeis ?? Falem comigo! Se quiserem ofereço 300 milhões de EUR ao Governo! Escrevo já aqui numa folha “Este papel é vendido por 300 milhões de EUR” e dou-vos!

Mas não fica por aqui, a MS ganha também “a consultadoria de gestão de projecto, onde está prevista a instalação, parametrização, costumização, uniformização de ambientes e help-desk”. Para quem não percebeu isto é código para vários (dezemnas ?) de milhões de EUR em consultadoria e licenças que obviamente não são oferecidas.

Ahh os senhores da Semana Informática …

| 2007/05/11 |


Quem são os palhaços ? Somos nós que pagamos impostos para o PSD eleger o dirigente mais absurdo do país.
Os nossos impostos são canalizados para a Madeira, que não os paga, onde são o utilizados pelo Governo Regional para eleger um invididuo que parece saido de uma anedota brasileira de portugueses. O nosso IVA de 21% paga inauguração atrás de inauguração para fazer a campanha do PSD Madeira.

Parece que a PJ não vai investigar, o MP não vai acusar e ao fim do dia ninguém vai ser preso.

| 2007/03/26 |


Se a proposta do Governo for aprovada (e claro, será) os pequenos roubos e burlas vão passar a compensar.
O que fazer quando os roubos de baixo valor são suficientemente atractivos para entupir os tribunais ? Aumentam-se as penas ? Fazem-se campanhas cívicas ? Não! Transformam-se em crimes privados e cobra-se às vitimas EUR192 em custas legais para apresentar queixa sobre quantias até EUR96!
É uma especie de referendo do pequeno crime, “Cara vitima, concorda em pagar mais de o dobro da quantia que pode possivelmente vir a recuperar ou vai permitir que o crime seja legal em Portugal ?”. É o principio do utilizador pagador aplicado à Justiça e o ínicio da desresponsabilização do Estado.
A alternativa apresentada são os Julgados de Paz e a Mediação Penal. Não consigo perceber o que é mais cómico, as alternativas patéticas ou o Governo conseguir dizer isto sem se rir. “Senhor assaltante, não se importa de ir se faz favor amanhã ao Julgado de Paz para me devolver o telemovel ? Obrigadinho” é o que o governo propõe que os assaltados façam de hoje em diante. Mais ou menos como se um comerciante quisesse cobrar uma reparação em garantia.
O que me deixa mais triste é que não posso aproveitar isto. Não me interessa correr o risco de alguém ficar tão irritado que realmente paga a extorção do Governo (humm, começo a perceber …) e decida apresentar queixa. Isto no entanto não me parece que pare um pequeno criminal de carreira que não tem a mínima intenção de precisar de mostar o registo criminal a alguém. “chavala! vou ali às compras!”.
Mas podemos olhar para isto de outro modo. Vão passar a ocorrer espancamentos em salas sem janelas nas traseiras de hipermercados e centros comerciais. É apenas uma questão de racionalidade, já que não é possível sair vencedor de uma situação de pequeno roubo a melhor maneira é o maior impacto no infractor ao menor custo.

| 2007/03/11 |


A manchete do Público de 3/3/2007 é “OPA sobre a PT bloqueada por um terço dos accionistas e cumplicidade do Goveno”. O Governo, esse meliante cumplice do crime de arrancar a PT ao Sr Belmiro. E este terço quem pensa que é ? A mandar em tod a gente ? Deve fazer parte da mesma quadrilha!
Caros senhores do Público, quero lembrar-lhes que se esqueceram de mencionar que o Público é detido pela Sonae. A edição de hoje merece claramente o prémio Miguel Sousa Tavares.

| 2007/03/04 |


O Concelho de Ministros passou finalmente o projecto de lei que limpa os espaços públicos fechados e proíbe a utilização de nicotina na forma queimada (cigarros e afins para aqueles que tiveram mães fumadoras).
Vamos ver ser a lei é passada em Parlamento sem as famosas concessões que tornam Portugal infame.

| 2007/03/03 |


A plataforma contra o aborto Não Obrigada incluí nas suas fileiras pessoas do calibre de Vasco Pulido Valente. Todos os dias, quando acordam, os partidários do não devem pensar “mas o que é que este gajo está aqui a fazer ??”

Enquanto eles, defensavelmente e numa posição perfeitamente legitima, defendem que toda a vida deve ser preservada, VPV está em fundo com as suas baforadas a defender o seu direito sagrado a consumir droga e forçar toda a gente a partilha-la. Enquanto Maria José Nogueira Pinto discursa sobre a violência contra alguém que não se pode defender, VPV pratica a violência contra quem pode e não pode se defender.

Caros senhores e senhoras do “Não Obrigado”, ajustem o vosso discurso aos vosso actos se querem ter alguma credibilidade.
E já agora, aproveitem mais um slogan:
“Bebés deficientes sim, Aborto não”

| 2007/02/27 |


O Parlamento Europeu ainda não é um local livre de fumo. E se não pararem os EuroDeputados portugueses Graça Moura e Fausto Correia, nunca será.
Estes senhores advocam a “resistência passiva e a desovidiência” contra os “fanaticos”. Estes verdadeiros Ghandis das drogas duras são os nosso governantes e por isso o nosso exemplo.
Por isso, caros concidadãos, contra os Impostos “resistência passiva”. Contra financiar incompetentes e corruptos, “resistência passiva”.

Cada um tem a sua luta!

| 2007/02/04 |


A França juntou-se à Espanha com locais públicos livres de fumo. A França!
Restamos nós, uma especie de México da Europa em que a moral cristã impera e todos os vicios são permitidos. Como diriam no South Park “Is it legal ?! Everything’s legal in Mexico!”

| 2007/02/04 |


O Luisão é bom camarada! O Luisão é bom camarada!
Ou pelo menos é tão bom camarada que a gente não o põe na prisão, não lhe tira a carta de condução e nem o multa. O Luisão é tão bom camarada que pode andar por aì com 3 vezes a taxa legal de alcolémia e ninguém se chateia. Claramente o Luisão necessita da carta de condução. O seu magro salário não lhe permite contratar um motorista por isso fica com a carta. Os outros que foram apanhados na mesma operação stop ? Esses bandidos ? Se eu mandasse era tudo fuzilado!!

Não espero nada da Liga de Clubes nem do Benfica. Nem multas nem suspensões nem qualquer tipo de punição. A bancarota moral do futebol português não me deixa com qualquer expectativa.

Da Justiça por outro lado esperava muito mais. Esperava que tornasse este caso um exemplo e fizesse deste senhor com infeliz exposição mediatica um exemplo, punido com a toda a força da Lei. Mas claramente o excelentissimo Juiz de instrução não quiz aborrecer ninguém.

Resta a desculpa pifia do senhor em causa, “podia acontecer a qualquer um”. Não, senhor Luisão, não podia acontecer a qualquer um. Só acontece aos bebados que passam a noite na farra e a seguir vão a conduzir para casa. Não tinha dinheirinho pró taxi era ??

| 2007/01/15 |